Disciplinas ofertadas para a Graduação em História


» História Indígena

Código da disciplina: HST 7304

Pré-requisito: Não possui

Número de créditos: 04 – 72 horas/aula

Professora responsável: Dr.ª Ana Lúcia Vulfe Nötzold

EMENTA: Estudo das populações indígenas no Brasil e das políticas indigenistas, bem como sobre as diferentes abordagens historiográficas relativas à representação dessas populações entre os séculos XVI e XXI e suas perspectivas teóricas e de ensino.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1 – Territórios de ocupação no Brasil e estranhamentos do contato

2 – Os povos indígenas na historiografia brasileira e fontes para estudo

3 – A Presença Indígena na Formação do Brasil

4 – Políticas indigenistas: limites e avanços

5 – Os povos indígenas e sua relação com as cidades

6 – A temática e o ensino da história indígena

» TÓPICO ESPECIAL: Usos da Memória em Etnohistória 

Código da disciplina: HST 5934

Pré-requisito: Não possui

Número de créditos: 04 – 72 horas/aula

Professora responsável: Dr.ª Ana Lúcia Vulfe Nötzold

EMENTA: A tradição oral, a narrativa e a ética na metodologia da História Oral. Diferentes abordagens sobre os usos da memória em etnohistória. A apropriação da escrita e os usos da memória e narrativas pelos indígenas.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1 – História Oral: ética e métodos

2 – Subjetividades da memória

3 – Etnohistória em evidência

» TÓPICO ESPECIAL: “Índios”: Cotidiano e Representação

Código da disciplina: HST 5870

Pré-requisito: Não possui

Número de créditos: 04 – 72 horas/aula

Professora responsável: Dr.ª Ana Lúcia Vulfe Nötzold

EMENTA: Estudo de diferentes abordagens relativas à representação das populações indígenas no momento do contato com o europeu, percebendo-se as falas e discursos referentes à vida cotidiana e cultura desses indivíduos, buscando-se interpretações relativas ao imaginário europeu. Privilegiar o conhecimento das populações indígenas na atualidade.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1 – Introdução à disciplina: Algumas abordagens.

1.1 – A Representação do Indígena nos Escritos Quinhentistas

1.2 – Mercadores, intérpretes e colonizadores: meio sócio-cultural

1.3 – A visão do outro: Nicolas Durand de Villegaignon, Jean de Léry, André Thevet, Nicolas Barré

1.4 – A importância do relato

2 – Cotidiano: Realidade e Ficção

2.1- Características físicas

2.2- Traços morais: o bom selvagem e a antropofagia

2.3- A guerra e o ritual religioso

2.4- Nudez e ornamentos

2.5- Cultura material

3- Os Povos indígenas na atualidade

3.1- Sobrevivência

3.2- Identidade

3.3- Cidadania

 

» TÓPICO ESPECIAL: Um olhar sobre os índios do Brasil: o ponto de vista francês

Código da disciplina: HST5861

Número de créditos: 04 – 72 horas/aula

Pré-requisitos: Não possui

Professora responsável: Dr.ª Ana Lúcia Vulfe Nötzold

EMENTA: Estudo sobre os primeiros franceses no Brasil. A população indígena: traços morais e materiais. Ensejar a vinculação da pesquisa histórica, com preocupações e responsabilidade com o presente.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

I – Introdução à disciplina: os primeiros franceses no Brasil

I.1- Mercadores, intérpretes e colonizadores: meio sócio-cultural.

I.2- Relações econômicas e produtos de troca

II – A França Antártica

II.1- Oficialidade e ambigüidade

II.2 – A visão do outro: Nicolas Durand de Villegaignon, Jean de Léry, André Thevet, Nicolas Barré

II.3 – A importância do relato

III – O “brasileiro” visto pelos viajantes

III.1- Repartição geográfica e alguns números

III.2- Características físicas

III.3- Traços morais: o bom selvagem, cotidiano e educação

III.4- A guerra e o ritual antropofágico religioso

III.5- Nudez, ornamentos e pinturas corporais

IV – Cultura Material

IV.1- Habitação

IV.2- Mobiliário

 

» Laboratório de ensino: História Indígena – LEHIND

Código da Disciplina: HST 5896

Pré-requisito: Não possui

Número de créditos: 04 – 72 horas/aula de prática de ensino

Professora responsável: Dr.ª Ana Lúcia Vulfe Notzold

EMENTA: Essa disciplina tem como objetivo refletir sobre as metodologias e aplicabilidades do ensino da história indígena em sala de aula. Visa o encaminhamento de leituras orientadas, discussão, elaboração e apresentação de atividades propostas, envolvendo a prática e as dificuldades da aplicabilidade dessas metodologias no seu conjunto e/ou isoladamente.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

I Introdução à disciplina de laboratório: algumas abordagens

1.1 Povos indígenas em Santa Catarina: Os Guarani, Os Xokleng, Os Kaingáng

1.2 Cotidiano: Realidade e Ficção

II Aprendendo e ensinando

2.1 Histórico do ensino da história indígena em sala de aula: quebrando um paradigma

2.2 O indígena e o cotidiano: Cultura imaterial, Cultura material

III Brincando e conhecendo

3.1 Atividades da cultura material

4. Metodologia

A partir do estudo e conhecimento básico sobre as populações indígenas em SC e de maneira em geral no Brasil, elaborar, desenvolver e aplicar atividades lúdicas que auxiliem na prática do ensino de história indígena. Além do conhecimento adquirido no Laboratório de Ensino, os acadêmicos aplicarão sua criatividade na abordagem do aprender e ensinar a história indígena. Reflexões sobre documentários áudio-visuais.