Jogo de Memória Kaingáng

Jogo de Memória Kaingáng


»  Jogo de Memória Kaingáng: uma maneira lúdica de preservar

Ana Lúcia Vulfe Nötzold, Ninarosa Mozzato da Silva Manfroi (org.)


Número de páginas: 63

Ilustrações: Estudantes Indígenas

Formato: 10 x 10 cm

Edição: 2005

Jogo de Memória: 25 pares

Embalagem: 1

Temática: Kaingáng, Vida e costumes sociais, Cultura material, Etno-história, Santa Catarina, História

Impressão: Imprensa Universitária da UFSC


Sinopse

Vamos aprender e brincar? Este é um dos objetivos do dueto livro e jogo de memória Kaingáng: aprender brincando. Além de registrar a memória e história da cultura indígena e proporcionar a troca cultural através do lúdico, o jogo de memória apresenta os artefatos indígenas através de uma brincadeira não indígena. Já o livreto que acompanha o jogo de memória, conta o encontro de etnias diferentes que aprendem o respeito mútuo, compreendem suas diferenças culturais proporcionando diminuir o preconceito étnico. O livreto traz também os mesmos motivos das peças do jogo para que as crianças possam colorir os artefatos indígenas conhecendo também a língua materna Kaingáng. O livreto e o jogo de memória vêm acondicionados numa embalagem que faz referência à fibra de urtiga. No passado, este material foi utilizado pelos Kaingáng na produção de pano para a confecção de suas roupas.

É um exercício de memória, conhecimento e troca cultural.

O Jogo de Memória Kaingáng: uma maneira lúdica de preservar, projeto financiado pela UFSC/PRCE/DAEX é resultado da elaboração e produção de material didático bilíngüe diferenciado, numa pesquisa conjunta do Labhin – Laboratório de História Indígena com os professores e crianças indígenas da Escola Indígena de Educação Básica Cacique Vanhkrê, localizada na Terra Indígena Xapecó, no oeste Catarinense.


R$20,00 (+ postagem*)

Entrega: Via Correio (Sedex ou Encomenda Normal)

Pedidos e Informações: (48) 3721-9642 ou labhin@live.com


* Neste caso, enviar por email o endereço completo (com o CEP) para o cálculo do frete.